Se você não quer amargar prejuízos e ver seu sonho virar um pesadelo atente-se a estas 3 dicas que você precisa saber antes de começar a construir, elas são os primeiros passos que você deve dar antes de começar.

Muitas pessoas começam uma construção sem qualquer planejamento e acabam amargando muitos prejuízos, evitar isso é simples e muito fácil tudo que você vai precisar é de informação e orientação caso desconheça totalmente assunto.

Caso já tenha adquirido o terreno atente-se a estas dicas, se ainda estiver pensando em qual terreno comprar veja nesta postagem informações importantes sobre a compra de terreno.

1º Zoneamento Urbano:

O Zoneamento urbano, em uma linguagem simples é o plano que divide a cidade em zonas territoriais e determina para cada uma destas zonas regulamentações quanto ao uso e ocupação do solo.

O principal objetivo é criar o crescimento ordenado dos centros urbanos e evitar a ocupação de áreas de risco, degradação ambiental etc.

Cada zona tem uma função predominante que pode ser, residencial, comercial, industrial ou mista. Zonas residenciais permitem a ocupação do solo urbano somente para uso residencial, zonas comerciais apenas para uso comercial e zonas industriais apenas para uso industrial. Zonas mistas permitem o uso de residencial e comercial.

Assim antes de iniciar a obra é necessário saber se o tipo de ocupação desejado é permitido naquela área, está informação é encontrada no plano diretor do município.

2º Taxa de ocupação e coeficiente de aproveitamento:

Esteja ciente que ao comprar um terreno sua construção nunca poderá ocupar toda a área do terreno, apenas uma parte deste pode ser usada para construir, a esta área que pode ser ocupada pela construção é dado o nome de taxa de ocupação e geralmente é indicada em percentual e varia de um município para outro.

O coeficiente de aproveitamento indica a área máxima que é possível construir e resulta da divisão da somatória das áreas construída pela área total do terreno.

Estas informações vão constar no plano diretor do município e no código de obras, basta também consultar a secretária de obras de seu município.

3º Projeto e Responsabilidade Técnica.

Jamais inicie uma obra sem um projeto e acompanhamento de um profissional habilitado em engenharia ou arquitetura, devidamente registrado no respectivo conselho de classe.

O projeto não é apenas um desenho, mas sim um conjunto de documentos que asseguram que sua obra tenha a qualidade, desempenho e conforto desejado além de proporcionar economia, segurança e legalidade a sua obra.

O custo com todos projetos geralmente fica abaixo de 5% do valor global da construção e a maioria dos profissionais não cobra pelo orçamento, a falta do projeto pode resultar em patologias na edificação, gastos excessivos, desperdícios a até mesmo multa e embargo da obra.

Entre em contato para um orçamento sem compromisso.

Engenheiro Civil, Técnico em edificações, Mestrando em Engenheira mecânica Apenas um ardente desejo não é o suficiente para atingirmos nossos objetivos, são necessários subsídios. Está é nossa página institucional, nela na aba blog, espero poder contribuir um pouquinho com aqueles que por aqui buscarem informação.

Deixe seu Comentário